Portal Unaí - Aqui você vê primeiro!
        Unaí-MG.  Sexta, 26 de Maio de 2017
 
Busca Interna:





 
 Você está em:  Ir para a Página Inicial » Navegue » Notícias

Projeto Natureza Limpa está sendo cogitado por empresários do Brasil e Exterior


O projeto está sendo especulado por empresários de diversos países como Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos. No Brasil, somente na semana passada, prefeituras dos municípios como Gurupi (TO), Jundiaí (SP), Curitiba (PR) e Montes Claros estiveram na cidade para conhecer o Natureza Limpa .

 




A maioria dos países civilizados atualmente estão se preocupando com o destino final dos resíduos sólidos, sejam urbanos ou rurais, de suas sociedades. O Brasil não é diferente, ou melhor, em Unaí não é diferente. Hoje, o município que possui um lixão a céu aberto, sofre processos judiciais, há anos, para que o local seja desativado e um aterrado sanitário – mesmo que seja controlado – possa ser implantado como solução consciente e cabível ao problema da destinação do lixo produzido pela população local.  Mas em Unaí, ao mesmo tempo que possui um lixão, possui também um projeto socioambiental que busca transformar lixo em carvão, em energia. Esse projeto é o Natureza Limpa, que há quatro anos foi fundado por um empreendedor do município, Mário Martins.

 




De acordo com o próprio Mário, o projeto Natureza Limpa é uma referência mundial em matéria de sustentabilidade ambiental. “Temos o costume de falar que é um processo muito simples. Mas devido à eficiência, pela qualidade, o que ele faz realizar um processo de altíssima tecnologia, que não existe nem nos Estados Unidos; tanto que a Inglaterra quanto a Alemanha estão aguardando nossos projetos, por quê? Porque eles têm uma tecnologia muito boa, mas é muito cara. O que nós fazemos aqui custa em torno de R$ 15, 20 milhões, lá é US$ 40, 50 milhões de dólares”, sustenta.


O projeto Natureza Limpa, segundo Mário, não é um projeto limitado. De acordo com ele, o empreendimento, que atende especificamente a Lei Federal 12.305, abrange tanto o setor social quanto o comercial, não só para Unaí, mas para todo o estado e o país. “Essa lei é o seguinte: nós temos vários itens nela, mas nós temos que cumprir a parte social, que é gerar empregos e renda para os menos favorecidos; nós temos que devolver esses produtos recicláveis para voltar a ser produtos nos supermercados para serem consumidos novamente, como é caso do plástico, papel, papelão, alumínio, ferro, aço. E nós vamos fazer isso corretamente”, garante.


Conforme explicou o empreendedor, trata-se de um projeto que poderá, futuramente, ser exportado para outros países como modelo de investimento empresarial sustentável. Hoje, a grande preocupação de todos os países, sejam eles desenvolvidos ou não, é com relação a destinação de seus resíduos, já que, se forem mal direcionados, podem causar danos tanto ao meio ambiente quanto ao próprio homem, como é o caso da contaminação atmosférica e do lençol freático. “Vamos ajudar na questão de saúde. Vamos tratar esses produtos e mandar corretamente para a atmosfera. Desta forma estaremos cumprindo com a lei ambiental, com a lei social e a lei comercial”, explica Mário. 
 

Processo
 

Conforme Mário detalhou em entrevista exclusiva ao Portal Unaí, na última sexta-feira, 15/03, todo procedimento de carbonização dos resíduos se trata de um método simples e bastante prático. Segundo ele, são essas características, ou seja, a praticidade e a objetividade – tratando-se de resultados – que faz do Natureza Limpa um projeto de molde universal. “Como funciona? Do jeito que o caminhão chegou da coleta da rua, ele não tem que fazer nada, é só descarregar no nosso sistema; primeiro vai para o forno de secagem, depois passa pelo sistema de rasgar as embalagens, sacolinhas – onde vai retirar o odor – e, logo em seguida, ele vai para um sistema onde será retirado as partes ferrosas, aí ele vai para a esteira para cumprir a lei 12.305, que é a parte social do processo”, detalha. Segundo Mário, a cinza originária da queima dos resíduos, 3% de seu volume inicial é utilizada “in loco” na produção de agregados de cimento. Na visão dele, o projeto Natureza Limpa se trata de uma tecnologia 100% nacional de tratamento dos resíduos sólidos urbanos com qualidade ambiental, eficiência social e “viabilidade econômica comprovada”.
 

Interessados 
 

A viabilidade econômica pôde ser comprovada, pela visita do prefeito de Montes Claros – cidade com aproximadamente 350 mil habitantes – que no último dia 9, esteve em Unaí para conhecer o projeto. Segundo o prefeito, que falou com nossa equipe de reportagem, por telefone, sua visita se deu pelo fato de que o município de Montes Claros, que hoje produz 300 toneladas de lixo por dia, pensa em implantar o projeto. “Trata-se de uma ideia fantástica de dar um destino digno para o lixo, de não poluir a natureza e de não ter aterro. O Mário teve uma idéia que será a solução para o Brasil e para o mundo. Nossa proposta é trazer para Montes Claros e dar o destino certo para 300 toneladas lixo/dia, e, com isso, vamos gerar empregos e renda para a população”, anunciou o prefeito Rui Muniz.


Como ele, outros interessados estão vindo à Unaí para saber mais sobre o projeto e, portanto, buscar meios viáveis para sua implantação, como é o caso, segundo Mário, de cidades como Jundiaí (SP) e Curitiba(PR). “O nosso projeto é uma verdade, é uma realidade. Ele é o que tem de melhor, está aqui para quem quiser ver, está aqui para quem quiser visitar. Recebo gente aqui de todo os lugares, como é o caso do pessoal de Curitiba (PR), de Montes Claros – que pela segunda vez nos visitam – de Jundiaí (SP) – que acabaram de chegar da Europa, e antes deles virem para cá, passaram antes no Rio de Janeiro e falaram para mim “de peito aberto”: Mário aqui no Brasil nada é parecido com seu projeto”, destaca.

 




O empresário também ressalta que não são só os brasileiros que admiram o projeto, mas também os europeus. “Vamos ficar na história com certeza. Vamos rodar o planeta. Hoje, tenho negócio na Inglaterra, na Espanha, em Portugal, nos Estados Unidos, na Índia; aqui no Brasil, em quase todos os estados. Então, os nossos amigos vão levar um choque, um susto”, prevê o empreendedor.


Realmente a ciência quando bem elaborada tem o poder de atrair investimentos de diversos setores. Um país desenvolvido se fez e se faz com ciência de ponta, caso contrário, fica a vida toda dependente da importação de produtos e serviços. Por isso Mário ressalta que junto com o projeto Natureza Limpa e sua implantação em Unaí, uma rede de outros setores produtivos poderão se instalar no município, que hoje carece de empreendimentos industriais. “Depois dessa usina iremos trazer outras empresas como, por exemplo, uma montadora de automóveis que produza pneus, baterias, pára-choques, pára-brisas e a parte elétrica. Então, assim, nós também vamos fazer com que o lixo gere outros produtos”, espera.

 


Segundo Mário, assim que o projeto estiver em pleno desenvolvimento, cerca de 20 pequenas indústrias poderão se instalar no município. “Vamos fazer o ‘circuito fechado’, isto vai ser uma maravilha não só para Unaí, mas para o nosso planeta”, afirma Mário, que antes de finalizar sua entrevista fez questão de agradecer e ressaltar o apoio dos unaienses ao seu sonho, que hoje, segundo ele, é uma realidade. “Agradeço primeiramente a Deus, a minha esposa, os meus filhos por terem me dado todo o apoio. E também aos amigos que me ajudaram, que estiveram do meu lado até agora. Foi difícil, mas chegamos lá. Hoje eu posso falar com toda garantia, que nós vamos fazer parte da história nessa área. Isso daqui é o ponta pé inicial, nós temos agora uma sequência ambiental, como a geração de energia com outros resíduos como com pó de arroz, pó de serra, capins e etc.”, defende Mário.


Para maiores informações sobre o projeto

clique e acesse www.naturezalimpa.com

 

Reportagem: Marcos Antônio

Fotos: José Ney LOpes
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Dê a sua nota:
Média: 9.71

Listar Anteriores

 








Portal Unaí - Aqui você vê primeiro!