Portal Unaí - Aqui você vê primeiro!
        Unaí-MG.  Sexta, 26 de Maio de 2017
 
Busca Interna:





 
 Você está em:  Ir para a Página Inicial » Navegue » Notícias

Equador de olho no Projeto Natureza Limpa


Mais um país se interessa pela tecnologia avançada de tratamento de resíduos sólidos proposto pelo Projeto Natureza Limpa. Integrantes do governo do Equador visitaram a indústria para conhecerem de perto a solução para o destino final do lixo produzido no país. Com uma população de aproximadamente 12 milhões de habitantes, o Equador veio firmar parceria para a implantação do Projeto Natureza Limpa, com estimativa de abranger toda população equatoriana.


“Hoje o mundo precisa de energia renovável e tratar o lixo, e vamos fazer isso para o Equador, vamos muito em breve levar o nosso projeto e tratar o lixo de todo o país. Já estamos implantando o Natureza Limpa na Inglaterra e pretendemos implantá-lo pelo mundo afora, preservando a natureza e gerando energia através do carvão”, afirmou Mário Martins. O Projeto Natureza Limpa a cada dia ganha mais força e já é cogitado em diversos países do mundo afora. O idealizador, Mário Martins, afirma que o Natureza Limpa ganha cada vez mais força e popularidade. “Buscamos sempre inovar nossa idéia e propagar o projeto em nosso país e também pelo mundo, graças a Deus esse esforço vem sendo reconhecido pelos governantes, tanto do nosso país quanto de outros países que nos procuram todos os dias para conhecerem este que é a solução para a destinação final dos resíduos sólidos”, finalizou Mário.


 

O pesquisador da Embrapa, José Dilson Rocha, que veio acompanhando os equatorianos, explanou sobre a importância do Natureza Limpa para o Brasil e para o mundo. “Sustentabilidade, podemos dizer que o Natureza Limpa propõe algo essencial para o bom desenvolvimento de uma população, a sustentabilidade e o aproveitamento energético dos resíduos sólidos. Venho acompanhando o Projeto Natureza Limpa desde o começo, Mário está de parabéns pelo seu esforço em levar o Natureza Limpa para o mundo e mudar a realidade do nosso país quando se fala em preservação da natureza”, disse José Dilson.

 

Luiz Momje, diretor de Ação Política do governo do Equador, elogiou o Projeto Natureza Limpa e afirmou que é um projeto que trará a solução para o destino final do lixo equatoriano. “Esse projeto se aplica perfeitamente para a realidade do nosso país, pois, além de livrar a população dos problemas causados pelo lixo, gera emprego e renda, “um projeto como esse na verdade é uma harmonia com a natureza, pois, além de reciclar, ajuda a natureza se regenerar, por isso vamos implantá-lo em nosso país o mais breve possível”, finalizou.



O Projeto



O Projeto Natureza Limpa, segundo Mário, não é um projeto limitado. De acordo com ele, o empreendimento, que atende especificamente a Lei Federal 12.305, abrange tanto o setor social quanto o comercial, não só para Unaí, mas para todo o estado e o país. “Essa lei é o seguinte: temos vários itens nela, mas temos que cumprir a parte social, que é gerar emprego e renda para os menos favorecidos; temos que devolver esses produtos recicláveis para voltar a serem produtos nos supermercados para serem consumidos novamente, como é caso do plástico, papel, papelão, alumínio, ferro, aço, e nós vamos fazer isso corretamente”, garante Mário.



Conforme explicou o empreendedor, trata-se de um projeto que poderá, futuramente, ser exportado para outros países como modelo de investimento empresarial sustentável. Hoje, a grande preocupação de todos os países, sejam eles desenvolvidos ou não, é com relação a destinação de seus resíduos, já que, se forem mal direcionados, podem causar danos tanto ao meio ambiente quanto ao próprio homem, como é o caso da contaminação atmosférica e do lençol freático. “Vamos ajudar na questão de saúde. Vamos tratar esses produtos e mandar corretamente para a atmosfera. Desta forma estaremos cumprindo com a lei ambiental, com a lei social e a lei comercial”, explica Mário. 
 

Processo
 


Conforme Mário detalhou em entrevista exclusiva ao Portal Unaí, na última sexta-feira (15/03), todo procedimento de carbonização dos resíduos se trata de um método simples e bastante prático. Segundo ele, são essas características, ou seja, a praticidade e a objetividade – tratando-se de resultados – que fazem do Natureza Limpa um projeto de molde universal. “Como funciona? Do jeito que o caminhão chegou da coleta da rua, ele não tem que fazer nada, é só descarregar no nosso sistema; primeiro vai para o forno de secagem, depois passa pelo sistema de rasgar as embalagens, sacolinhas – onde vai retirar o odor – e, logo em seguida, ele vai para um sistema onde será retirado as partes ferrosas, aí ele vai para a esteira para cumprir a lei 12.305, que é a parte social do processo”, detalha. Segundo Mário, a cinza originária da queima dos resíduos, 3% de seu volume inicial é utilizada “in loco” na produção de agregados de cimento. Na visão dele, o Projeto Natureza Limpa se trata de uma tecnologia 100% nacional de tratamento dos resíduos sólidos urbanos com qualidade ambiental, eficiência social e “viabilidade econômica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 




Dê a sua nota:
Média: 10

Listar Anteriores

 








Portal Unaí - Aqui você vê primeiro!